N1
Arcelor

Com menos da metade dos vereadores no plenário, presidente faz valer regimento e encerra reunião ordinária em Monlevade

É preciso sempre ter oito dos 15 vereadores presentes no Plenário para a reunião ordinária

Por Redação - Portal Notícia1 em 25/05/2023 às 15:00:44

Foto: Reprodução/YouTube

Uma situação atípica ocorreu nesta quarta (24), na Câmara de João Monlevade. O presidente do Legislativo, Fernando Linhares (União), fez valer o Regimento Interno da Câmara e encerrou a reunião ordinária semanal antes da finalização dos debates e discussões. O motivo é que dos 15 vereadores eleitos, apenas sete estavam no Plenário. O regimento exige que pelo menos oito estejam presentes para que as reuniões ocorram.

A postura de alguns vereadores em deixar o Plenário após a Ordem do Dia, se tornou comum. Isso porque a pauta do Legislativo monlevadense é dividida basicamente em duas partes: votação de projetos, indicações e requerimentos, e depois o tempo de fala dos vereadores na tribuna. O que ocorre é que alguns vereadores se limitam a votar a Ordem do Dia e deixam o Plenário, muitas vezes nem participando de discussões e debates, ou quando participam, se ausentam logo após a fala. Na última semana, Fernando Linhares mais uma vez demonstrou tolerância e suspendeu a reunião por 10 minutos, retomando os trabalhos. Nesta quarta ele fez valer outro artigo do regimento e encerrou, após verificar que apenas sete vereadores estavam no local: Fernando, Belmar Diniz (PT), Thiago Titó (PDT), Bruno Cabeção (Avante), Tonhão (Cidadania), Leles Pontes (Republicanos) e Rael Alves (PSDB).

Importante destacar que é permitido que os vereadores saiam momentaneamente do Plenário durante a reunião, e essa não é interrompida desde que se tenha pelo menos oito no recinto. Alguns edis aproveitam o momento para atender cidadãos no gabinete, fazer ligações, dentre outras questões. Revetrie Teixeira (MDB) também já justificou saídas momentâneas devido sua condição de saúde, já que faz uso de cadeiras de rodas e muitas vezes, necessita de cuidados especiais. Contudo, espera-se sempre o retorno breve dos vereadores ao Plenário para o debate de questões importantes referentes a João Monlevade.



Comunicar erro
Delegacia Virtual

Comentários

CMJM