BANNER PMJM
cmjm 2

736 carteiras de identidade emitidas em dois dias de mutirão na Câmara de João Monlevade

Legislativo assume demanda do Governo do Estado, supera expectativas de números de documentos emitidos e foca na conclusão do Posto UAI

Por Redação/N1 em 19/02/2024 às 12:05:03

Foto: Flávio Lial/Acom CMJM

Dois dias de mutirão e 736 carteiras de identidade emitidas. Esse é o saldo do mutirão organizado pela Câmara Municipal de João Monlevade, que ocorreu neste final de semana. Após balanço dos desafios e pontos de melhorias, o presidente da Câmara, Fernando Linhares (União), destacou que o Legislativo monlevadense, por meio de seus servidores e vereadores, se esforça diariamente em ofertar o serviço de emissão de carteiras de identidade, que no papel é de responsabilidade do Governo do Estado. Especialmente relacionado o mutirão, Fernando Linhares informou que avalia com a equipe os pontos de melhorias, mas agradeceu a soma de esforços e dedicação dos servidores, vereadores, identificadores da Polícia Civil que vieram de Bela Vista de Minas, Nova Era, Rio Piracicaba e São Domingos do Prata, o delegado regional da PC em João Monlevade, Bernardo Machado e a Polícia Militar. "Deixo em especial meu agradecimento à população que compareceu ao mutirão", disse.

A Assessoria de Comunicação da Câmara informou que os atendimentos foram realizados por ordem de chegada respeitando as prioridades estabelecidas por lei, para idosos, gestantes, pessoas com criança de colo, pessoas portadoras de necessidades especiais, entre outros. Ainda de acordo com o Legislativo, todos passaram por uma triagem para conferência dos documentos antes de iniciarem o processo de emissão da carteira. A expectativa inicial era de emissão de 700 documentos, e foi superada. "Infelizmente o Posto da Câmara não dispõe de recursos estruturais nem humanos para atender a toda procura diária pela identidade. O mutirão foi pensado para que o cidadão tivesse acesso facilitado a este importante documento", explicou Fernando Linhares.

Mesmo com as dificuldades e ainda, pelo fato de assumir um serviço que é da esfera estadual, Linhares destacou que o mutirão só reforça a necessidade da Unidade de Atendimento Integrado (Posto UAI), que funcionará no antigo prédio da Receita Federal, próximo à sede da Câmara. O espaço sediará além da emissão de identidades, outras demandas do cidadão, como serviços de trânsito, Procon Municipal, dentre outros. Apesar do desafio, Fernando Linhares declarou à reportagem que o gestor público não deve se limitar à sua função institucional, mas buscar meios de ofertar ao cidadão o acesso a esses serviços. "Por isso nosso empenho em fazer além, tanto que na minha gestão, essa é a segunda vez que realizamos o mutirão", pontuou ele.

Comunicar erro
Banner SGRA

Comentários

CMJM