arcelor banner
PMJM
Pmjm 1

Leilão da BR-381 será dia 29 de agosto, afirma Governo Federal

Está prevista a implantação de quase 83 km de faixas adicionais, 9,7 km de vias marginais, 20 passarelas, 15 passagens de fauna, uma rampa de escape, entre outras

Por Redação/N1 em 16/05/2024 às 18:01:50

Foto: Cíntia Araújo/N1

29 de agosto de 2024. Essa é a data informada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para o leilão dos 303,4 km da BR-381/MG, entre Belo Horizonte e Governador Valadares. Com mais de R$9 bilhões de investimentos, o projeto será leiloado na data informada O documento será publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (17).

Serão 30 anos de concessão. A ANTT destaca que o projeto garantirá mais fluidez e segurança na rodovia, que avalia como fundamental no fluxo logístico e econômico de Minas Gerais e do país. As melhorias planejadas incluem a conclusão de 27,83 km de duplicação de obras remanescentes e mais 106,44 km de duplicação de novos trechos, visando a ampliação da capacidade. Além disso, está prevista a implantação de quase 83 km de faixas adicionais, 9,7 km de vias marginais, 20 passarelas, 15 passagens de fauna, uma rampa de escape, entre outras. A concessão da BR-381/MG ainda tem o potencial de gerar aproximadamente 73 mil empregos diretos, indiretos e efeito-renda, contribuindo para o crescimento econômico e a geração de oportunidades de trabalho na região de Minas Gerais.

Mudanças

A nova proposta de concessão da BR-381/MG passou por uma revisão abrangente, incorporando mudanças resultantes de estudos técnicos aprofundados e políticas públicas atualizadas do Ministério dos Transportes. Entre as alterações está a ampliação de capacidade e melhorias entre os kms 427 e 458,4 (Lotes 8A e 8B), que foram excluídas da nova versão do projeto de concessão e serão executadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O edital dessas obras já foi lançado pelo Ministério dos Transportes no último dia 8.

"Esse era um grande desafio: desapropriar as famílias lindeiras às rodovias e realocá-las com condições que possibilitem uma moradia segura e estável. Com a mudança, o poder público irá executar, removendo um grande ônus de valores que não eram financiáveis, conforme apontado pelo mercado. É importante ressaltar que, apesar das obras dos Lotes 8 serem executadas pelo DNIT, a concessionária estará presente para a execução de serviços operacionais, de guincho e médicos", destacou o diretor-relator do projeto, Guilherme Theo Sampaio.

Comunicar erro
Banner SGRA

Comentários

CMJM