N1
Arcelor

Procon de João Monlevade terá posto de atendimento especial para consumidores superendividados

Termo de cooperação técnica com Tribunal de Justiça foi assinado pelo vice-prefeito, Fabrício Lopes

Por Redação/N1 em 06/06/2024 às 09:11:40

Foto: Acom/PMJM

Em uma iniciativa para aprimorar a defesa do consumidor, a cidade de João Monlevade celebrou, na última terça-feira (4), a assinatura de um termo de cooperação técnica com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). A parceria visa a instalação de um Posto de Atendimento Pré-Processual (Papre) no órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) local. Essa ação, especialmente direcionada ao atendimento dos consumidores superendividados, representa um passo crucial no suporte e na resolução de conflitos financeiros na região.

A cerimônia contou com a presença de várias autoridades locais e representantes do TJMG, incluindo o vice-prefeito de João Monlevade, Fabrício Pinto de Melo Lopes, que assinou o termo de cooperação técnica em nome do município, a coordenadora do Procon de João Monlevade, Rosa Cecília Machado Otoni de Barros e o Procurador Jurídico do município, Hugo Lázaro Marques Martins.

O vice-prefeito, Fabrício Lopes, também enfatizou a relevância da iniciativa para a população local. "Com a instalação do Papre, João Monlevade dá um passo significativo na proteção dos direitos dos consumidores e no enfrentamento do superendividamento, proporcionando à população um serviço essencial para a resolução de conflitos financeiros e a promoção da educação financeira," destacou.

A instalação do Papre em João Monlevade promete transformar o atendimento ao consumidor na cidade, trazendo mais segurança e suporte para aqueles que enfrentam dificuldades financeiras. A expectativa é que o novo posto não apenas facilite a resolução de conflitos, mas também promova uma cultura de educação financeira, ajudando a prevenir o superendividamento e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Os servidores do Procon de João Monlevade passarão por capacitação e o início dos serviços serão determinados pelo TJMG.

Comunicar erro
Delegacia Virtual

Comentários

CMJM