CMJM
PMJM

Reforma do prédio do antigo fórum de Barão para abrigar a Polícia Civil começará em breve

Imóvel foi destinado à Delegacia de Polícia Civil de Barão em 2022. Recurso para reforma já está disponível

Por Redação/N1 em 08/06/2024 às 13:46:21

Foto: Cíntia Araújo/N1

Uma boa notĂ­cia para as forças de segurança pĂșblica de Barão de Cocais. O imóvel do antigo Fórum Omar Avelino Soares, destinado para sediar a Delegacia de PolĂ­cia Civil da cidade, serĂĄ reformado em breve para abrigar o serviço. A informação é da Assessoria de Imprensa da PolĂ­cia Civil, em resposta a questionamentos da reportagem do N1.

De acordo com o órgão, a PolĂ­cia Civil possui um Termo de Acordo e Responsabilidade para o prédio em questão, desde 2022. Dessa forma, o local abrigarĂĄ a nova sede da Delegacia de PolĂ­cia de Barão de Cocais, que atualmente funciona em espaço cedido pela Gerdau, a partir de convĂȘnio com a Prefeitura.

Segundo a PolĂ­cia Civil, o prédio do antigo fórum é de propriedade do Governo do Estado, e após desocupado, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais (Seplag) avaliou sua melhor destinação para a PolĂ­cia Civil de Barão, que não tem sede própria. O delegado responsĂĄvel por Barão à época, Paulo Tavares, coordenou a vistoria do espaço, elaboração do projeto e planilha de custos, encaminhando os documentos ao Governo. Era aguardado a disponibilização de recurso, o que ocorreu agora. Importante lembrar também que à época, a Prefeitura de Barão tentou fazer a cessão do imóvel para a Câmara, que tem sede própria, mas queria usar o local para ampliação dos serviços. Paulo Tavares buscou lideranças polĂ­ticas estaduais para garantir a destinação do prédio para a PolĂ­cia Civil, o que de fato aconteceu. A Câmara mantém o planejamento de ampliação dos serviços, com aquisição de outro imóvel.

Delegado aposentado, Paulo Tavares fala sobre a conquista. "Mais uma vitória para os cocaienses. Investimentos na segurança pĂșblica são necessĂĄrios. Os servidores merecem um espaço digno de trabalho e a população de acolhimento quando buscam a PolĂ­cia Civil. Iniciamos o projeto, que tenho certeza, serĂĄ muito bem conduzido pelo delegado Daniel Mansur", destacou Paulo Tavares.

Ampliação

Também em conversa com a reportagem, Daniel Mansur reforçou a conquista. Ele explicou que o projeto foi apresentado ao fórum, que pode destinar verbas oriundas da vara de Execução Criminal para projetos que sejam de interesse social. "Apresentamos o projeto de reformulação do prédio, desenvolvido por nós, com ajuda da iniciativa privada e do 12Âș Departamento de PolĂ­cia Civil. Apresentamos ao Tribunal de Justiça e foi aprovado", explicou. Assim, a verba foi repassada ao Conselho de Segurança PĂșblica, que por sua vez transferirĂĄ ao prestador de serviço, garantindo lisura ao processo.

Sobre a importância da Delegacia de Barão ter sede própria, Daniel Mansur lembrou da estatĂ­stica de imóveis destinados à instituição, que são 529. Desses, 303 são próprios, 108 locados pela PolĂ­cia Civil, 76 locados pelas prefeituras e 42 são cedidos. "Tendo um imóvel no nosso patrimônio traz uma autonomia para a polĂ­cia e uma identidade, jĂĄ que em Barão nós jĂĄ mudamos de lugar por vĂĄrias vezes", lembrou. Como exemplo pode ser citado o atual endereço, que é um imóvel da Gerdau, cedido para a Prefeitura, e que por convĂȘnio, sedia a delegacia. Por fim, o delegado de Barão de Cocais citou o ganho para os funcionĂĄrios da delegacia com a sede própria e voltada para abrigar adequadamente os serviços da PolĂ­cia Civil. "E ganha consequentemente a população. Conseguiremos expandir o atendimento, como por exemplo uma sala exclusiva para atendimento de mulheres vĂ­timas de violĂȘncia doméstica e familiar. A gente tem também a ideia de aumentar mais um ponto de identificação dentro da nova delegacia", finalizou Daniel Mansur.

Comunicar erro
Banner SGRA

ComentĂĄrios

CMJM