N1
Arcelor

Mais de duas mil doses de vacina são aplicadas no Dia D em Monlevade

As vacinas contra a gripe Influenza, para toda a população e Covid-19, para grupos prioritários, continuarão sendo aplicadas em todas as unidades básicas de saúde do município, exceto na UBS do Rosário e na UBS do José Elói

Por Redação/N1 em 10/06/2024 às 15:24:10

Foto: Acom/PMJM

O último sábado (8) foi o Dia D da Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e João Monlevade contou com diversos locais para a imunização. Também houve a vacinação contra a Gripe Influenza para toda a população, além da imunização contra a Covid-19, por meio da vacina XBB, para grupos prioritários.

O público alvo da Campanha de Vacinação contra a Poliomielite foi as crianças de 1 ano até 4 anos, 11 meses e 29 dias, sendo que, na ocasião, também foram verificados os cartões de vacina de crianças de outras idades.

Ao todo, foram aplicadas 2.182 doses de vacinas, sendo 641 contra a Poliomielite e 1.541 de outras vacinas.

Para a secretária municipal de Saúde, Raquel Paiva Drumond, o empenho de todas as equipes foi fundamental para o sucesso do Dia D. "Gostaria de agradecer as equipes das unidades básicas de saúde. Em nome das gerentes das unidades quero agradecer a todas as equipes pela organização do evento. As unidades estavam todas enfeitadas em alusão ao dia D para receber os usuários. Parabenizar também pelo resultado alcançado. Lembrando que vacina salva vidas", destacou Raquel.

Gripe Influenza e Covid-19

As vacinas contra a gripe Influenza, para toda a população e Covid-19, para grupos prioritários, continuarão sendo aplicadas em todas as unidades básicas de saúde do município, exceto na UBS do Rosário e na UBS do José Elói. No Posto de Saúde do bairro Nova Esperança, a vacinação ocorre apenas na segunda e quinta-feira e na Policlínica, no Belmonte, não há intervalo para o almoço.

A vacina XBB contra a Covid-19 é aplicada em grupos prioritários, que são formados por crianças de seis meses a menores de seis anos; trabalhadores da saúde; gestantes e puérperas; idosos com 60 anos ou mais; professores dos ensinos básico e superior; povos indígenas; pessoas em situação de rua; profissionais das forças de segurança e de salvamento; profissionais das Forças Armadas; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (independentemente da idade); pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros, trabalhadores do transporte rodoviário coletivo e trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade e quilombolas.

Comunicar erro
Delegacia Virtual

Comentários

CMJM