N1
Arcelor

João Monlevade vai adquirir Vacimóvel para vacinação itinerante

Objetivo é facilitar acesso à população e ampliar cobertura vacinal

Por Redação/N1 em 28/06/2024 às 06:34:32

Foto: Divulgação

A Prefeitura de João Monlevade, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da Vigilância em Saúde (Visa), finalizou a adesão junto ao Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paraopeba (Icismep) e já assinou o contrato para aquisição do "Vacimóvel".

Adquirido através de recurso estadual, o veículo é uma Van adaptada, totalmente equipado para atuar como suporte à vacinação itinerante em todo o município.

A secretária municipal de Saúde, Raquel Paiva Drumond, afirma que esse novo equipamento será mais um grande aliado no combate às doenças e na melhoria da qualidade de vida da população. "Com o Vacimóvel chegaremos mais perto das pessoas e atingiremos melhores índices de coberturas vacinais", destaca Raquel.

A previsão é que o veículo adaptado chegue ao município a partir do mês de setembro.

Drone no combate à dengue

Apesar do número de casos de arboviroses ter diminuído nos últimos meses, a Secretaria Municipal de Saúde segue com diversas ações no combate à dengue. Os agentes de combate às endemias continuam a visitar as residências e orientar a população sobre a importância da eliminação dos criadouros. As aplicações de inseticidas ainda são utilizadas em casos específicos.

Para reforçar o controle da proliferação do Aedes Aegypti, o município finalizou o processo de contração do Serviço de Mapeamento e Tratamento através de Drone, a fim de monitorar e registrar locais com possíveis focos da doença. Essa aquisição também foi feita junto ao Icismep.

O monitoramento vai começar assim que o serviço for disponibilizado pelo Consórcio e será realizado para mapear e tratar todos os pontos da cidade onde houver possíveis focos do mosquito.

A coordenadora da Visa, Viviane Ambrósio, explica que o serviço vai abranger praticamente todo o município. "Com a contratação desse serviço de drone vamos conseguir alcançar 100% da cidade. Assim, teremos como agir nos locais mais críticos para tentar evitar uma nova epidemia", esclarece Viviane.

Comunicar erro
Delegacia Virtual

Comentários

CMJM