N1
Arcelor

Homem é indiciado por importunação sexual a funcionária de academia em Monlevade

Investigado se aproveitava quando mulher ia limpar o banheiro e exibia seu órgão genital, dentre outros abusos

Por Redação/N1 em 04/07/2024 às 11:27:57

Equipe responsável pela investigação- Foto: Divulgação/PCMG

A Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de João Monlevade, indiciou um homem de 23 anos por praticar o crime de importunação sexual cinco vezes contra uma mulher de 34 anos, no local de trabalho dela.

A vítima, que é funcionĂĄria de uma a academia, no centro da cidade, procurou a Polícia Civil para relatar que o investigado aproveitava-se de quando ela limpava o banheiro feminino para lhe exibir o órgão genital e convidar para entrar em um dos compartimentos dos chuveiros com a finalidade de praticar atos sexuais.

Segundo o que se apurou, o homem, vigiando a funcionĂĄria, esperava o momento em que ela colocava a placa que sinalizava que o banheiro estava em manutenção para, por volta das 21h, horĂĄrio próximo de se encerrar atividades e quando estava com poucas pessoas a academia, entrar no local, onde estava a ofendida sozinha, para praticar os crimes.

A mulher decidiu denunciar os fatos quando aconteceram pela quinta vez, quando um outro funcionĂĄrio da academia presenciou o exato momento em que o investigado, parado na porta de um box do chuveiro, a chamava para entrar no local e dizendo estar com o pĂȘnis estaria ereto.

No curso das investigações, foram ouvidas a vítima e testemunhas, que presenciaram os fatos e ouviram o compromisso do homem de não mais praticar o crime em questão, além de terem sido analisadas as imagens das câmeras do circuito interno de segurança da academia, as quais mostram que o investigado vigiava o momento em que a mulher entrava para limpar os banheiros; o homem fez uso do direito constitucional de ficar em silĂȘncio.

Após a conclusão das investigações, os autos do inquérito policial foram encaminhados à Vara Criminal da Comarca de João Monlevade para adoção das medidas legais.

Comunicar erro
Delegacia Virtual

ComentĂĄrios

CMJM