PMJM
Camara CMJM

Estruturação do IML é novamente pauta na Câmara de João Monlevade

Local seria anexo à Policlínica, mas dois anos depois, não houve avanço. Fernando Linhares (DEM) retomou a discussão no Legislativo

Por Redação - Portal Notícia1 em 23/09/2021 às 10:15:22

Local destinado ao IML fica ao lado da Policlínica - Foto: Cíntia Araújo/N1

A estruturação do Instituto Médico Legal (IML) em João Monlevade é, novamente, pauta na Câmara de João Monlevade. Na Administração da ex-prefeita Simone Moreira (PTB), os vereadores aprovaram e foi feita a cessão de um espaço anexo ao prédio da Policlínica, conhecido como casa das máquinas. A cessão do espaço foi feita em 2019 e dois anos depois, não houve avanço.

O assunto foi levantado pelo vereador Fernando Linhares (DEM). Ele, que é policial civil, lembrou da precariedade do necrotério, que funciona no cemitério do bairro Baú. "Esse é um assunto muito importante e que há anos vem sendo debatido e nunca foi solucionado. Infelizmente hoje, os trabalhos são feitos de forma precária e indigna, tanto com os familiares do falecido quanto com os profissionais da segurança pública, que realizam a necropsia", declarou. Ele ainda acrescentou o pedido de empenho da Câmara para que a questão seja solucionada "em respeito às famílias e também ao excelente trabalho realizados pela Polícia Civil e pelos médicos legistas".

O presidente da Câmara, Gustavo Maciel (Podemos) reforçou seu apoio. "Sabemos que é uma demanda antiga do município. É preciso que os trabalhos referentes ao IML realmente sejam feitos de forma digna", disse Maciel. Outro vereador que reforçou a precariedade da infraestrutura e até de insumos para trabalho dos servidores no necrotério do Baú foi Revetrie Teixeira (MDB). Segundo ele, na última Administração tentaram regular a quantidade de EPI`s, como luvas, disponibilizadas aos servidores. O vereador, que é vice-presidente da Câmara, declarou apoio à causa.

Polícia Civil

A reportagem conversou com delegado regional da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil em João Monlevade (4ª DRPC), Paulo Tavares. Segundo ele, a instituição aguarda o avanço desta questão. "A parceria entre os poderes públicos, seja federal, estadual ou municipal, que seja benéfica ao cidadão merece toda atenção e zelo. Com o IML não é diferente. Acredito que a retomada deste diálogo trará frutos", declarou ele.

Comunicar erro
Banner SGRA

Comentários