PMJM

Reunião às 14h, redução do tempo de fala e ainda, dispensa do terno: Câmara de João Monlevade pode passar por várias mudanças

Projetos foram aprovados, mas ainda devem ser votados em Redação Final

Por Redação - Portal Notícia1 em 03/12/2021 às 08:25:44

Foto: Cíntia Araújo/N1

As reuniões ordinárias da Câmara de João Monlevade passarão por intensas mudanças. Ao menos é o que querem a maioria dos vereadores do Legislativo. As propostas foram votadas na última reunião ordinária, mas ainda precisam ser colocadas novamente em plenário para aprovação em Redação Final, para então passarem a valer.

A primeira alteração é mudar o horário das reuniões de 17h para 14h, todas as quartas-feiras. A justificativa apresentada pelos que foram favoráveis é a economia ao Legislativo, tendo em vista redução de gastos com energia e até mesmo com horas extras dos servidores. Essa realmente é uma mudança há muito perdida pelos que trabalham na Câmara que precisam ficar até tarde da noite, a exemplo da última reunião, quando ficaram até às 23h. Outro ponto de defesa é que o Legislativo monlevadense conta com transmissão online. Por fim, importante destacar que as audiências públicas da Câmara, que comumente ocorrem às 14h, atrai mais público do que as reuniões ordinárias.

Já argumentos contrários foram apresentados no sentido de que, transferir as sessões para as 18h, fora do horário comercial, poderia incentivar o cidadão a sair do trabalho e acompanhar os trabalhos do Legislativo. Contudo, com votos contrários de Bruno Cabeção (Avante), Marquinho Dornelas e Thiago Titó (ambos do PDT), a proposta de mudança para as 14h foi aprovada.

Terno

Outra mudança aprovada pela maioria é a não exigência aos vereadores de terno completo, com gravata, para as sessões da Câmara. A nova proposta é de que os edis possam utilizar camisa social, calça social ou jeans nos tons azul escuro ou preto, e blazer. Há ainda um requerimento para que o vereador possa utilizar roupa mais confortável quando se tratar de saúde, o que é o caso do vereador Revetrie Teixeira (MDB), que por estar cadeirante, por vezes precisa usar uma calça se tecido mais fino e maleável.

Redução de tempo dos Assuntos Relevantes

Uma das críticas feitas ao Legislativo monlevadense é o tempo de reunião, que muitas vezes ultrapassa quatro horas. Assim, os edis propuseram a dita "inversão de pauta", quando os vereadores discutem e votam os projetos antes de se dirigirem à tribuna para discussão no Tempo de Tribuna e tempo de Liderança. Além disso, a última parte da reunião, em que se tem os "Assuntos Relevantes", cada vereador terá seu tempo reduzido de cinco para três minutos.

A tramitação de projetos poderá ganhar mais agilidade também, com votação de projeto em primeiro e segundo turno no mesmo dia, desde que se tenha assinatura de cinco vereadores para tramitar e 10 votos favoráveis para aprovação. Por fim, foi aprovado nesta primeira etapa que os vereadores possam participar das reuniões ordinárias e de comissões no sistema híbrido, ou seja, online, desde que devidamente justificado.

Comunicar erro
Banner SGRA

Comentários

Defesa Civil