CMJM
PMJM

Farmácia Municipal atende cerca de 12 mil usuários por mês em João Monlevade

Descentralização do serviço, tirando da GRS e trazendo o medicamentos diretamente para Monlevade, é apontado como fator positivo pela Prefeitura

Por Redação/N1 em 22/04/2024 às 09:19:50

Foto: Acom/PMJM

A Farmácia Básica e a Farmácia de Alto Custo da Secretaria Municipal de Saúde de João Monlevade compõem a Farmácia Municipal e atendem cerca de 12 mil usuários por mês. A informação é da Prefeitura de João Monlevade. Segundo o Executivo, a descentralização do serviço junto à Gerência Regional de Saúde (GRS) de Itabira, ocorrida no fim do ano passado, trouxe, além de independência na gestão dos processos do setor, mais agilidade e rapidez na distribuição de medicamentos em João Monlevade.

De acordo com a farmacêutica Larissa Martins Reis, responsável técnica do setor, a descentralização foi fundamental para melhorar o atendimento no município. "Anteriormente, todo o serviço era centralizado na GRS de Itabira e nós apenas fazíamos a distribuição dos medicamentos oriundos do Estado, em processos mais demorados. Atualmente, com a descentralização, os processos ficaram mais ágeis, com os usuários Sistema Único de Saúde (SUS) tendo acesso a um serviço mais eficiente, moderno e de maior qualidade. Nós também ganhamos mais independência nos serviços prestados e esse fator é muito importante", salienta Larissa.

A servidora também destaca a vinda da Farmácia Municipal e de Alto Custo para o prédio da Secretaria de Saúde, no bairro Belmonte, como um fator positivo para o atendimento à população, por ser um espaço mais adequado e com acessibilidade. Ela também citou a importância da contratação de mais um farmacêutico e de dois auxiliares administrativos como fatores que dinamizaram o atendimento no setor, além da aquisição de computadores e troca de mobiliário.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Raquel Paiva Drumond, a Assistência Farmacêutica foi totalmente reestruturada nessa gestão, o que foi fundamental para o bom andamento dos serviços e do atendimento à população. "O setor ganhou mais espaço, com mais conforto para a equipe de servidores das farmácias e, claro, também para os usuários do serviço, que buscam mensalmente os seus medicamentos", afirmou a secretária.

Para a coordenadora da Assistência Farmacêutica, Andressa Silva Braga, as mudanças implementadas e os investimentos realizados na Assistência Farmacêutica nos últimos anos foram de extrema importância para facilitar o acesso da população a medicamentos essenciais e promover uma gestão mais eficiente dos recursos farmacêuticos. "Temos como exemplos a aquisição de câmaras frias para o armazenamento de medicamentos que necessitam de refrigeração, o que garante o acesso da população a medicamentos de qualidade e um atendimento mais humanizado. Além disso, o comprometimento da Secretaria de Saúde em promover a melhoria contínua desses serviços demonstra um notável compromisso com o bem-estar da população monlevadense e dos servidores que atuam na Assistência Farmacêutica", comenta Andressa.

Farmácias pela cidade

O município também conta com pontos de distribuição na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Novo Cruzeiro, que oferece medicamentos básicos, na UBS Padre Hildebrando, no bairro Vila Tanque, que oferece uma farmácia de dispensação de medicamentos para tratamentos específicos, como tuberculose, hanseníase, DFST/AIDS, hepatites virais, toxoplasmose, leishmaniose, tabagismo, entre outros e no SESAMO CAPS II (Serviço de Saúde Mental). A Farmácia Básica fornece medicamentos através de recursos próprios do Município. Já a Farmácia de Alto Custo repassa os medicamentos fornecidos pelo Governo do Estado.


Comunicar erro
Banner SGRA

Comentários

CMJM