BANNER PMJM
cmjm 2

Conceição Winter é a nova presidente do PDT em Monlevade, afirma Tonhão

Anúncio foi feito pelo vereador durante a reunião ordinária da Câmara Municipal

Por Redação/N1 em 29/11/2023 às 18:13:47

Foto: Reprodução/Rede Social

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) em João Monlevade está sob comando da ex-vice-prefeita e ex-secretária de Trabalho Social, Conceição Winter. O anúncio foi feito pelo vereador Tonhão (Cidadania), durante a reunião ordinária da Câmara Municipal desta quarta (29). Nas últimas eleições municipais, o partido tinha o comando do saudoso Dr. Railton Franklin Silva, que disputou a Prefeitura tendo como vice o ex-vereador Pastor Carlinhos. Já Conceição Winter concorreu a vice em chapa com a ex-prefeita, Simone Moreira (PTB). À época,Conceição estava no Cidadania.

Segundo Tonhão, a vice-presidente nacional do PDT, Sírley Soalheiro, esteve em João Monlevade para definição da questão. "É com grande prazer que vou aqui hoje falar que a Conceição Winter é a presidente do partido, Dr. Antônio (Roberto, marido de Conceição) é o vice-presidente", anunciou ele. Tonhão ainda lembrou que já foi filado ao PDT e posteriormente migrou-se para o Partido Popular Socialista (PPS), antes deste fazer a fusão com o Cidadania. "Mas não estou falando que este vereador vai para o PDT, mas que Conceição Winter é a nova presidente", destacou ele. O vereador disse também que a escolha foi democrática.

Apesar de o PDT ter três vereadores na Câmara, sendo eles Marquinhos Dornelas, Percival Machado (Dr. Presunto) e Thiago Titó, nenhum se manifestou sobre a nova presidência do Partido Democrático Trabalhista em Monlevade. O único vereador a se manifestar foi Gustavo Prandini, que deixou o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) para migrar para o Partido Comunista do Brasil (PCdoB). "O PDT é um partido que nacionalmente tem uma história progressita e sempre somou muito, principalmente para o trabalhador, para o povo que mais precisa e em Monlevade não é diferente", declarou. A nível nacional, Prandini lembrou de Ciro Gomes, colocando-o como referência do partido. "Quero que transmita à dona Conceição e ao dr. Antônio meus votos de sucesso nessa nova jornada do PDT", finalizou.

Tonhão retomou a palavra e reforçou que ainda conversa sobre a questão partidária envolvendo seu nome, mas fez questão de ressaltar que a decisão para a nova presiência do PDT em Monlevade foi democrática. "Foi aberto às partes e a direção nacional decidiu estar passando o partido para Conceição Winter", explicou.

Janela partidária

O silêncio dos vereadores do PDT em Monlevade pode estar ligado à janela partidária. Como explicado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a cada ano eleitoral, ocorre a chamada janela partidária, que é um prazo de 30 dias para que parlamentares possam mudar de partido sem perder o mandato. Esse período acontece seis meses antes do pleito.

A regra foi regulamentada pela Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015) e se consolidou como uma saída para a troca de legenda, após a decisão do TSE, segundo a qual o mandato pertence ao partido, e não ao candidato eleito. A decisão do TSE estabeleceu a fidelidade partidária para os cargos obtidos nas eleições proporcionais (deputados estaduais, federais e vereadores).

Comunicar erro
Banner SGRA

Comentários

CMJM