n1 topo
CMJM topo

Assassinato: homens invadem delegacia após carro ser alvo de tiros em Itabira; um morreu

Polícia investiga o caso

Por Redação - Portal Notícia1 em 17/07/2022 às 10:52:48

Quatro homens invadiram a sede da Delegacia Regional de Polícia Civil, em Itabira, após o carro em que estavam ter sido alvo de tiros. O fato ocorreu na madrugada deste domingo (17). Conforme relatado por eles, a ação foi para fugir de dois homens, que estavam em uma moto e que após atirarem no grupo, ainda perseguiram o carro até a delegacia. Um dos passageiros do Fiat Uno morreu após ser alvejado com tiros na cabeça e no ombro.

Conforme relatado à polícia por uma das vítimas, o grupo estava em uma casa de shows no bairro Esplanada da Estação e por volta das 2h, entraram no carro para irem embora. Quando o veículo parou na rua São Domingos do Prata, no bairro Praia, para que um dos homens descesse, dois indivíduos em uma motocicleta CG Titan 150CC, de cor preta, pararam a moto próximo ao Fiat Uno, e o garupa da motocicleta começou a atirar. Foi possível identificar que o motociclista estava com um colete laranja, comumente usado por mototaxistas e que o garupa estava com uma blusa de moletom branca, com listras cinzas. Com os tiros, uma das vítimas fugiu correndo. O motorista do carro então acelerou sentido delegacia, sendo perseguido pelo motociclista. A intenção dele era buscar abrigo e socorro. Somente quando conseguiu entrar na sede da Polícia Civil em Itabira é que os ocupantes da motocicleta fugiram, tomando rumo ignorado.

Ainda conforme relatado à polícia, não houve briga no bar. Contudo, o motorista do Fiat Uno disse que seu primo, um dos ocupantes do carro, tem envolvimento com drogas e que um outro ocupante teria envolvimento na morte de um indivíduo conhecido como "Churros", assassinado em 2016. O irmão dele estava no bar. A vítima fatal, Welton de Almeida Figueiredo, estava sentado na frente, e morreu com dois tiros. O motorista do carro foi atingido de raspão, na barriga. Os outros dois ocupantes foram atingidos por disparos no joelho e coxas. Eles foram atendidos e liberados.



Comunicar erro
n1

Comentários

Defesa Civil