PMJM
CMJM topo

Prefeitura de São Gonçalo leva dignidade e moradia a famílias do programa "Meu Novo Lar"

Famílias cadastradas e que atendem critérios sociais têm suas moradias reformadas ou construídas

Por Redação - Portal Notícia1 em 22/09/2022 às 17:20:14

Foto: Nívia Leles/Acom/PSGRA

O Setor de Habitação da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social de São Gonçalo do Rio Abaixo estima atender esse ano dezenas de famílias com os diversos benefícios disponíveis à população. O setor possui 2 mil famílias cadastradas. Apenas entre os anos de 2021/2022, foram efetuados 676 novos cadastros e atualizações. Destes números, cerca de 590 famílias foram ou estão sendo atendidas pela atual administração.

Em 2021, foram concluídas a construção de 20 unidades habitacionais e seis reformas de casas com mão de obra contratada, 33 atendimentos com mão de obra profissional e mais de 100 famílias que puderam receber auxílio para a construção ou reforma de suas casas conforme necessidade. Até a segunda quinzena de setembro, foram concluídas a construção de mais 28 unidades habitacionais e quatro reformas de casas.

Em andamento, está o contrato recente, para a construção de 70 unidades habitacionais em todo o município. Cerca de 15, se encontram em andamento. O principal objetivo da administração é atender às necessidades das famílias são-gonçalenses e que possa dispor de recursos para que mais famílias sejam contempladas.

Quem tem direito

O Programa Habitacional municipal denominado "Meu Novo Lar", tem o objetivo de garantir o direito fundamental à moradia, assegurado pela Constituição Federal de 1998. Dentre as condições a serem seguidas, estão a preferência/urgência para o atendimento, tais como: moradia de risco, adequação de acessibilidade, existência de crianças, famílias ainda não assistidas pelo Poder Público e quando o arrimo de família for mulher ou pessoa idosa. A ferramenta utilizada para o cadastro habitacional é o Cadastro Único (Cad Único).

Sonho realizado

Para a beneficiada com o programa, Ângela Aparecida Silva contou que realizou seu sonho. A família inteira mora na comunidade de Quilombo, nascida no local sofreu por ter vivido fora durante cerca de 12 anos. "Sou muito agradecida. Devo consideração ao prefeito pela casa e por agora estar próxima de toda minha família", explicou. Mesma satisfação mostrou Valdineia Rosa, moradora da rua Gralhos, na localidade de mesmo nome. "Só tenho a agradecer por ter minha casa. Primeiramente, a Deus e segundo, a equipe da prefeitura por ter conseguido o benefício", disse. Ela ainda mandou um recado aos que estão aguardando a construção de suas casas que mantenham a esperança na realização desse sonho.


Comunicar erro
Banner SGRA

Comentários

Defesa Civil