BANNER PMJM
cmjm 2

Professor é indiciado por assédio sexual em Itabira

Professor foi descoberto após mãe de aluna denunciar à diretoria que ele enviou mensagens impróprias para a filha

Por Redação/N1 em 20/02/2024 às 13:23:18

As investigações da Polícia Civil sobre suposto envolvimento de um professor da rede pública de ensino, na cidade de Itabira resultaram no indiciamento do educador, de 26 anos, pelos crimes de assédio sexual e estupro de vulnerável tentado.

As apurações, coordenadas pela Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (Deam), iniciaram após a mãe de uma das alunas relatar para a diretora da escola que encontrou algumas mensagens impróprias no celular da filha. Segundo a mulher, o professor constrangia a adolescente a marcar um encontro com ele após o período das aulas.

Depois dessa primeira vítima noticiar os abusos, outras alunas também apresentaram relatos semelhantes. Ao todo, foram apuradas cinco vítimas naquela escola, com idades entre 13 e 16 anos.

Por meio de levantamentos policiais, a equipe da Deam também apurou que o suspeito mantinha diversas conversas impróprias com as adolescentes e, mesmo após a negativa das meninas, ele continuava a importuná-las.

O delegado João Martins Teixeira ressalta que "a apuração de crimes contra adolescentes é de extrema importância para a construção de uma sociedade justa e solidária, em especial aqueles ocorridos em ambiente escolar, local em que as adolescentes deveriam se sentir seguras para seu desenvolvimento pessoal".

Comunicar erro
Banner SGRA

Comentários

CMJM